Das coisas guardadas: sobre trazer à memória aquilo que me dá esperança

Tenho o costume de guardar boas memórias em locais de fácil acesso, mesmo que eu esqueça que elas estão lá. Encontrá-las é ter a sensação de por a mão no bolso e achar dinheiro por acaso, sabe? Pequenas surpresas podem gerar grandes sentimentos. Sei que se se eu abrir a segunda gaveta do meu criado-mudo … Continue lendo Das coisas guardadas: sobre trazer à memória aquilo que me dá esperança